Loading...
terça-feira, 5 de abril de 2016

Segurança Alimentar ou Segurança de Alimentos?



Aquapharma Controle de Qualidade

por Humberto Cunha, médico veterinário, esp. ciência avícola, atual mestrando em ciência de alimentos. (Master's Degree in Food Science at UEL)

"Pasme querido leitor, mas os termos possuem definições distintas. É muito comum usá-los erroneamente e por isso quero esclarecer e/ou relembrar o uso correto de: SEGURANÇA ALIMENTAR e SEGURANÇA DE ALIMENTOS. Como profissionais da área, não podemos cometer este equívoco e ficarmos em "maus lençóis" com colegas de trabalho e estudo, pois parecerá desleixo ou ignorância da nossa parte . Portanto, ao término desta leitura, certifique-se que quando reportar estes termos em suas palestras, aulas, discussões ou publicações de textos, farar-se-á corretamente.

A SEGURANÇA DE ALIMENTOS (do inglês FOOD SAFETY) está relacionada à presença de perigos veiculados pelos alimentos no momento do consumo. É garantida com esforços combinados de todos os participantes da cadeia produtiva de alimentos, independente de seu tamanho, que precisam demonstrar sua habilidade em controlar os perigos, a fim de garantir que o alimento está seguro no momento do consumo.

A SEGURANÇA ALIMENTAR (do inglês FOOD SECURITY ou FOOD ASSURANCE) trata da implementação de políticas públicas para garantir o acesso da população aos alimentos em quantidade e qualidade adequadas. É norteada por questões de interesse globais como as mudanças climáticas, os biocombustíveis e a escassez de recursos naturais, destacando as possíveis implicações na produção e na disponibilidade dos alimentos para a população.

Conclusão:

Profissionais da vigilância sanitária, garantia da qualidade e fiscalização da indústria de alimentos estão intimamente ligados à SEGURANÇA DE ALIMENTOS, pois visa-se a produção e comercialização de um produto inócuo e seguro para o consumidor. Atualmente os processos produtivos utilizam ferramentas e técnicas para reduzir e/ou prevenir contaminações durante a produção como: controle do fornecedor, boas práticas de fabricação (BPF/GMP), aplicação da Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle (APPCC/HACCP) e algumas normas de certificação, a saber BRC (British Retail Consortium), ISO 22.000, entre outras.

O programa do governo federal "FOME ZERO", nada mais é que uma política pública para garantir o acesso da população aos alimentos, portanto um exemplo prático de SEGURANÇA ALIMENTAR. De acordo com a FAO (Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação), a segurança alimentar existe quando todas as pessoas, em todo o tempo, possuem acesso físico e econômico à alimentação suficiente, saudável e nutritiva, para atender suas necessidades dietéticas e preferências alimentares para uma vida ativa e saudável".



0 comentários:

Postar um comentário

 
TOP